Kickstarter: Pathologic (Мор.Утопия)

Tradução rapidona minha da página do Kickstarter de Pathologic. Sugiro que visitem a página original para ver as imagens e as recompensas, pois aqui reproduzi apenas o texto.

*cataploft*

12 dias em uma cidade devorada pela praga. Ela é um inimigo que você não pode matar. Este é um jogo em que você não pode salvar todos.

Pathologic é um game de aventura open-world focado na sua trama e na sobrevivência, para PC/Mac/Linux, PS4 e Xbox One.

A PREMISSA

Uma misteriosa e mortal doença eclode numa cidade remota, formada a partir de velhos açougues e curtumes. Apesar da doença ser identificável por seus sintomas físicos, suas origens ainda são desconhecidas. Esta é uma doença altamente transmissível e mortal; ela afeta o sistema neurológico e circulatório, inutilizando tanto a mente como o corpo.

Para lutar contra a epidemia, as autoridades locais primeiro enviam um doutor estudado, depois uma inquisidora com o propósito de avaliar a situação e, por fim, um comandante militar. O primeiro deve estudar a doença e encontrar a solução ideal; a segunda deve salvar o maior número de vidas possível enquanto executa tal solução; e o terceiro tem o direito de exterminar a cidade por completo se não restarem mais opções aos outros dois.

Junto destes agentes das autoridades, outros dois voluntários surgem na cidade ao lado do doutor aprendido, que é conhecido como The Bachelor [O Bacharel]. Um deles, The Changeling, é uma estranha garota que acredita curar com suas mãos e o outro, The Haruspex, é um amador talentoso que tem uma peculiar preferência por cirurgias experimentais.

Assumindo o papel de um destes doutores, você irá explorar a cidade, suas tradições misteriosas e as complexas relações entre seus habitantes. Você terá apenas doze dias para derrotar o inimigo invisível conhecido como Sand Plague [Praga da Areia].

O tempo será um de seus recursos mais preciosos. Escolhas assombrarão cada passo seu. Você até desejará alcançar seu objetivo, mas às vezes tudo se resume à mera sobrevivência. Em um momento em que todos correm perigo, você emprestaria uma arma a alguém que pode usá-la com más intenções? Você tentaria salvar alguém que alega não precisar ser salva? Você compartilharia seu remédio com as figuras importantes que podem revelar os vários segredos da cidade, ou prefere ajudar um estranho comum mas carente de ajuda? Ou, talvez, prefira ser mais egoísta e manter as pílulas para si, caso caia doente? E em algum momento você o fará – Pathologic fará com que isso aconteça, pois esta é uma aventura de sobrevivência lúgubre e cruel.

A CIDADE NA ESTEPE

É um lugar em que a fábrica principal é comandada por um garota de 5 anos, onde os distritos são nomeados a partir de partes do corpo, onde touros só podem ser sacrificados pelos iniciados, e onde as ideias e projetos banidos da Capital, de alguma maneira, conseguem florescer.

Ela também é o personagem principal do jogo.

Games são bons em criar a sensação de um lugar, algo envolvente e real. Imagine uma cidadezinha remota – tão pequena que nem parece ter nome, uma cidade onde tradições obscuras se entrelaçam a ideias progressivas e à industrialização. Você é um forasteiro por estas partes, mas, ainda assim, a cidade é sua. É você quem garantirá o destino dela e para quem ela se abrirá, compartilhando seus profundos segredos e mistérios. Os habitantes confiarão seus segredos a você, a história da cidade reviverá diante de seus olhos e sua arquitetura irá contar histórias.

Agora imagine esta mesma cidade devastada por um inimigo invisível e impiedoso. A Sand Plague [Praga da Areia].

Mas não estamos apenas construindo um corpo – um lugar físico. Queremos fazer uma cidade envolvente que pareça viva, sim, mas nosso objetivo principal é criar uma cidade repleta de ideias. Queremos que você sinta que vale a pena explorar cada um de seus cantos, e que está tudo lá por algum motivo.

A cidade é remota, portanto, relativamente pequena, mas é também muito densa e aberta para exploração. Cada construção tem um nome, cada distrito está lá por um motivo, cada rua é uma linha na história. Esta é uma cidade na estepe formada a partir de um matadouro colossal, mas que, paradoxalmente, cultua touros. The Polyhedron [O Poliedro], uma enorme construção que desafia as leis da física, encontra-se a oeste. O ar é carregado, e por algum motivo, há até um altar de sacrifício dentro da cidade. É difícil compreender como tudo isso se relaciona.

E é por isso que você deverá se tornar uma espécie de detetive. Por que é proibido cavar poços por aqui? Como é possível que o Polyhedron não despenque? Os atores no Teatro realmente se apresentam todos os dias, mesmo quando não há ninguém para assistir suas peças? Queremos que cada um dos seus passos neste lugar seja intrigante e importante.

COMO É JOGAR PATHOLOGIC

Gênero: Aventura com foco em história e trama
Ponto de vista: Primeira pessoa
Passagem de tempo: Em tempo real; um dia no game equivale a duas horas na vida real
Plataformas: PC, Mac, Linux, Xbox, PS4
Dificuldade: Um tanto difícil, mas não é inteiramente hardcore
Duração: mais de 70 horas.
Quantidade de texto: abundante

É meio difícil de se definir Pathologic, então preferimos descrever como é jogá-lo e o que você pode fazer nele. Se for impaciente ou não tiver muito tempo, pode ser uma boa ideia descer até a lista de atributos.

E falando em tempo!

A trama de Pathologic é dividida entre 12 dias, cada um contendo novas histórias, tarefas e eventos. O tempo corre impiedosamente: se você falhar em concluir alguma missão, a oportunidade está perdida – assim como estarão também as vidas humanas. Você é livre para vagar e explorar a cidade, barganhando e falando com estranhos enquanto tenta sobreviver (o que é difícil o suficiente para começo de conversa, e se torna ainda pior conforme o tempo passa e a Sand Plague se torna mais e mais mortal).

Você precisará manter seu corpo saudável. O herói deve comer e dormir para cuidar de seu sistema imunológico – que é a única coisa que pode preservá-lo da infecção. Para isso, você precisará de diversos recursos (água fresca, ataduras, balas; até mesmo pão e grãos de café!), e adquiri-los não é uma tarefa fácil na Cidade arrasada pela epidemia: a inflação e o pânico te deixarão sem um tostão, tornando os comerciantes gananciosos e os habitantes desconfiados. Você precisará ser criativo ao barganhar, acabará evitando brigas e vai chegar até a vasculhar casas infectadas. Ainda assim, sentirá falta de coisas.

Mas o inimigo mais assustador não é um bandido bem armado e sim a própria doença. O homem pode matar o homem, mas a Praga lentamente mata a Cidade inteira, devorando cada um de seus distritos. Então os enfermos virão até você, implorando por ajuda… e te expondo à infecção. A compaixão é possível quando ela te coloca diretamente em perigo?

Após um distrito ser devastado pela doença, assaltantes e saqueadores se instalarão por lá. Eles buscam por comida, armas, e até mesmo roupas – em outras palavras, todas as coisas que você precisa desesperadamente para sobreviver (ou talvez você seja um dos predadores?). E a Praga se esconde em todos os lugares – em cada homem e mulher, cada objeto – aguardando o momento certo para atacar onde mais dói.

Então é inevitável que você, um dos melhores médicos da cidade, caia doente. Porém, a doença não leva necessariamente à morte imediata. Você pode lutar contra ela dentro de seu próprio corpo… mas a infecção te transforma em uma ameaça – um vetor a contragosto. Você se verá matando a Cidade com suas próprias mãos, enquanto tenta salvá-la. É necessário dar tudo de si para causar mais bem do que mal, e há boas chances de que você alcançará isso não por fornecer remédios e pílulas, mas sim por métodos pouco ortodoxos e com a descoberta dos vários mistérios da Cidade.

Mas tudo valerá a pena, pois então a Cidade será sua. Você estará lá, e cada pequeno detalhe, seja ele definido pela trama ou pelo AI, importará.

ATRIBUTOS

Uma lista prática do que esperar de Pathologic para aqueles que querem descrições definitivas, e não tagarelices a respeito de cidades, entidades e inimigos invisíveis.

Lute contra a doença. Você acha que os médicos servem apenas para aliviar a dor? E se você tiver que cortar fora o coração de alguém para produzir o remédio? Seus instrumentos são toscos e você terá de combater a Praga em vários níveis. Buscar por suas raízes para ajudar a cidade pode ser seu principal objetivo, mas a Praga também está nas ruas e em seu próprio corpo. É ótimo terminar uma tarefa e se aproximar da sua meta, mas isso não tem a menor importância se você estiver morrendo.

A epidemia é simulada realisticamente; isto quer dizer que ela se desdobrará em tempo real, afetando tanto as mecânicas de jogo como a trama. Você precisa tomar atalhos por estar com pressa, ou talvez tenha de encontrar alguém com horário marcado? Que pena – se o distrito estiver infectado, ele se transformará em uma zona de risco. As lojas fecharão, as casas serão trancadas e o próprio ar se tornará venenoso. Mas você pode não ter outra opção.

Sobrevivência. Você não vai encontrar zumbis por aqui – este é o lance real. Fome, sede, fatiga, resistência à imunidade e reputação são mecânicas do jogo, mas você também perceberá que tanto sua afeição por certos personagens como o seu cansaço não podem ser expressos em números. Seu inimigo é implacável e cruel. Pergunte a si mesmo: a sobrevivência se resume apenas à preservação do corpo?

Vasculhe, junte, troque. Você sempre estará passando por necessidades, inclusive de dinheiro. Mas o dinheiro não vai salvar sua vida – você não pode comê-lo, não pode curar com ele e, em certo momento, pode descobrir que o dinheiro é completamente inútil. Então irá trocar com os habitantes, e isto o manterá vivo… se você não tiver problema em receber munições de crianças e trocar sua única arma por um pedaço de pão.

Lute por sua vida. As lutas são simples e difíceis ao mesmo tempo. Você encontrará ameaças em todo o lugar: bandidos à noite, saqueadores, doentes insanos de dor e até mesmo aqueles que simplesmente não gostam de você. Pathologic não é um shooter – poucas balas são necessárias para matar alguém. Mas talvez você só tenha uma munição restante, ou sua arma pode falhar, ou talvez você simplesmente não queira matar vítimas inocentes. Fugir e se esconder são alternativas preferíveis, mas você não pode fugir para sempre.

Explore a cidade. Explore tanto a cidade como seus personagens. Em Pathologic, nada é por acidente – cada lugar e cada pessoa tem uma história para contar. Você tem liberdade para ir onde quiser, bater em qualquer porta e entrar em qualquer casa enquanto constroi sua própria história, mas lembre-se de que ninguém vai esperar você resolver seus problemas.

A Cidade está viva. O clima e as horas não são as únicas coisas que continuam mudando: os preços sobem e descem dependendo da situação, e vários eventos acontecem nas ruas – tudo construído em um 3D imersivo. As pessoas morrerão, encontrarão umas às outras, realizarão rituais e viverão. Algumas vezes, você estará lá para intervir. Outras vezes não.

O tempo é curto. O tempo está sempre transcorrendo, e em geral, está acabando. Há muitas coisas para se fazer na Cidade… e você terá que escolher. Você ainda pode pausar e salvar o jogo sempre que precisar, mas enquanto estiver jogando, precisa se lembrar de gerenciar o seu recurso mais precioso – um que não pode comprar nem negociar.

Três personagens controláveis com tramas diferentes. Pathologic não segue o esquema genérico “escolha sua raça e seja chamado de forma diferente”. As histórias do The Bachelor, The Haruspex e The Changeling contêm tarefas e eventos diferentes. Cada um deles conduzirão à uma resposta – mas você descobrirá que trata-se apenas de uma fração da verdade, o ponto de vista de uma única pessoa.

As escolhas importam. Novamente, isso funciona de diversas formas. Você prefere terminar uma sidequest e arriscar morrer no dia seguinte, ou vai deixar para lá? Quem você decide salvar, um homem de boas intenções cujas ações saíram pela culatra, ou seu pai muito pouco honorável, que é inocente neste caso em particular? Você tenta manter sua calma, ou deixa suas emoções tomarem conta de você?

Pathologic é um game grande. A jogatina completa com os três personagens dura até 72 horas. E não tem grind: a cada dia no jogo, você receberá novas tarefas, novos eventos, novos desdobramentos no enredo e novas circunstâncias.

RECOMPENSAS

O TRAGEDIAN E EXECUTOR

… são estes caras:

c312e5c97c09b0bd544242dbad1fb6e5_large

Eles são seus companheiros que te guiam ao longo do jogo – ou talvez eles estejam te enganando; qualquer que seja o caso, eles certamente acompanham o seu progresso de perto. O Tragedian é um herói platzhalter, apenas uma sombra do que ele poderia ser, não fosse por você; assim como todos os mímicos, ele é gentilmente compassivo e moderadamente inútil. O Executor é o portador da praga; se o encontrar, então você falhou em salvar alguém, mas ainda assim ele parece se preocupar com você, a seu próprio modo.

É difícil dizer quantos tragedians e executors existem na Cidade, e se todos eles são os mesmos caras ou não. Eles vestem máscaras, afinal. Você pode tentar entrar na cabeça deles se assegurar uma das recompensas, e a máscara do Tragedian também está disponível como um adicional.

TABLETOP PATHOLOGIC

Apesar da maioria das recompensas ser auto-explicativa, achamos necessário elaborar o tabletop Pathologic um pouco mais.

Tabletop Pathologic é um jogo de dissimulação assimétrico visando 2–4 jogadores. Três deles são os médicos tentando salvar a Cidade, enquanto o quarto assume o papel da Sand Plague. Para completar as missões, os médicos devem se arriscar e seus companheiros Enlaçados, sendo a sua única chance de vitória. A Praga passa desapercebida até o momento em que decide atacar – e é impiedosa quando isso acontece.

Tabletop Pathologic foi desenhado a partir do video game Pathologic e busca manter as qualidades que tornam seu predecessor especial: a atmosfera de uma cidade em agonia, a sensação de perdição e a esperança desesperada daqueles que não têm nada a perder. É esta esperança que faz com que os três doutores se tornem rivais, apesar de compartilharem o mesmo objetivo. Há apenas um vencedor neste jogo, então não há como contestar outros jogadores.

ESPERE, EU JÁ NÃO VI ISSO ANTES?

Pode ser que sim, pois o que estamos fazendo agora é um remake. Pathologic foi lançado originalmente em 2005 e foi aclamado pela crítica na Rússia, além de ter uma fanbase internacional.

Ainda assim, ele deu certo apesar de seus inúmeros defeitos. As ideias por trás do game eram originais e interessantes, mas a implementação foi medíocre, para dizer o mínimo. Pathologic foi o nosso primeiro projeto como um estúdio desenvolvedor de games, então muitas coisas foram feitas no improviso. No final das contas, aprender por tentativa e erro soa encantador, mas leva ao corte de muitos atributos e detalhes. O jogo era desengonçado, já parecia ultrapassado na época do lançamento e a tradução era abominável.

Agora nós temos tudo para fazer Pathologic funcionar. Uma das principais forças do jogo é sua premissa, que permite que a história seja contada diversas vezes. Assim como é possível encontrar novas camadas de significado quando se assiste a uma boa peça encenada por diferentes diretores, desejamos fazer o mesmo aqui.

Então o que exatamente planejamos fazer? Nós vamos manter as seguintes coisas intactas:

  • a atmosfera;
  • o ambiente;
  • as ideias centrais do jogo;
  • a história, em linhas gerais;
  • os personagens;
  • o mapa, a sensação em geral e o conceito da Cidade; ela já é um lugar existente para nós, então não mudaremos nada, apenas acrescentaremos mais detalhes.

Há inúmeros aspectos que desejamos corrigir – ou melhor dizendo, reconstruir, aproximando-os da nossa visão original.

  • Haverá novas quests, eventos e tramas; algumas quests que costumavam ser pura encheção de linguiça serão eliminadas.
  • Os gráficos serão muito melhores. Faremos todo o possível para que o jogo pareça adequado, mesmo daqui a dez anos.
  • A jogabilidade vai ser melhor balanceada. Não estamos falando em simplificar e tornar a sobrevivência mais fácil; as lutas costumavam ser irritantes em vez de tensas e emocionais, vasculhar era muito rudimentar e a economia da cidade contaminada mal era um sistema. Planejamos mudar tudo isso, fortificando todas estas mecânicas. Isso não quer dizer que o jogo será fácil, apenas que iremos substituir desafios artificiais por reais.
  • Os NPCs da rua terão AIs avançados que os tornarão mais vivos. Novamente, não estamos abandonando o conceito deles serem “extras” nesta peça, mas apenas gostaríamos que eles performem melhor.
  • A localização será feita internamente ou com a ajuda terceirizada de nossa confiança; eles não apenas são nativos, mas também são escritores talentosos. Entendemos a dificuldade em se traduzir Pathologic, então – mais uma vez – não vamos tentar fazê-lo diretamente, mas sim reconstruir o jogo em línguas diferentes.

SOBRE NÓS

Ice-Pick Lodge é um estúdio de games russo fundado em 2002. Até agora lançamos quatro jogos: Pathologic (2005), The Void (2009), Cargo! A Quest for Gravity (2011), e Knock-Knock (2013). Nós não chegamos ao ponto de nos autointitularmos artistas, mas nossa filosofia em geral é que os games devem servir como ponto de partida para a reflexão, não apenas diversão.

Fazemos games focados na sobrevivência antes disso se tornar lugar comum. Pathologic (2005) foi uma novidade para sua época. Ficamos felizes com o fato da comunidade aderir à este gênero, que nos permite colocar o jogador em uma situação desconfortável, e não segurar a sua mão e conduzi-lo a um parque de diversões.

Então queremos ajudar a indústria dos games a tomar o seu próximo passo, e explorar por inteiro o potencial da sobrevivência.

ESPERE, EU JÁ NÃO TE VI ANTES?

Nosso último game, Knock-Knock, foi fundado via Kickstarter. A campanha foi bem-sucedida e somos eternamente gratos à comunidade por sua ajuda em lançar o game.

Cometemos diversos erros ao longo da campanha de Knock-Knock. Foi um projeto peculiar; tentamos intrigar nossos apoiadores, mas no final forçamos demais o mistério. A comunicação deveria ter sido mais frequente e com mais substância; nós certamente deveríamos ter atingido o deadline. Foi nossa primeira experiência com crowdfunding, e aprendemos muito. Agora estamos prontos para uma campanha mais madura com o Kickstarter como uma de nossas redes principais de comunicação.

Os updates serão frequentes e, esperamos, interessantes.

PORQUE O KICKSTARTER?

Queremos fazer um jogo único, mas esta singularidade de Pathologic vive nas ideias que permeiam o seu tecido, e não no gênero e ambientação (embora consideremos eles bem insólitos também). Também esperamos que seja uma experiência valorosa. Em Pathologic, é o jogador e não apenas o personagem que explora a natureza dos milagres, enfrenta um mal verdadeiro e descobre a verdade definitiva.

Qualquer humano deseja ser mais. Todos nós buscamos um mundo maior, mais repleto e complexo do que o verdadeiro. E os games são o melhor meio para criar lugares interativos e envolventes; os games parecem ser a melhor entrada para este mundo maior e mais complexo. Eles nos dão liberdade sem igual. Eles nos dão habilidades impossíveis no mundo real.

Ainda assim, cada milagre se torna mundano. Recebemos espadas impossivelmente gigantes, estratégias impossivelmente obscuras, paisagens impossivelmente belas.

Mas tudo isso em geral não nos muda para o melhor.

Bem, nós não gostamos disso. Você pode listar um jogo que tenha deixado um impacto maior em você do que seu livro preferido? Talvez você possa. Mesmo assim, não é o que o mainstream tenta alcançar – o objetivo ainda é o entretenimento puro.

Nossas metas são ideias e valores. Queremos fazer um jogo que alcance sua alma e deixe um impacto – assim como livros, músicas e filmes fazem.

Achamos tedioso:
1. fazer alguém lutar contra monstros feitos de pixels e polígonos;
2. mentir que um supervilão é a raiz de todo o mal;
3. mentir que você é capaz de salvar o mundo.

É verdade que hoje em dia muitos jogos independentes forçam estas barreiras, e isso é ótimo – é a melhor coisa possível para os games. Mas o que queremos fazer é grande. Não é para ser jogado enquanto está indo trabalhar; é um mundo enorme para habitar, para se envolver, para sentir e para pensar. Não podemos fazer isso sem seu apoio.

Você acha que tudo isto tudo soa como uma proposta interessante para um publisher? Talvez até seja, mas não estamos fazendo um jogo para um publisher. Estamos fazendo para você, então queremos comunicar isto diretamente. Um jogo (ou qualquer outra objeto de arte) é sempre um diálogo entre o seu autor e o consumidor. Não queremos adicionar paredes entre o diálogo das duas partes.

RISCOS E DESAFIOS

Os riscos tradicionais do desenvolvimento de games são: extrapolar o budget, sair dos prazos e não cumprir os desafios técnicos e criativos que o processo impõe. Quando um projeto é crowdfunded, a flexibilidade (e possível falta de fundos) se torna um desafio adicional: você nunca tem certeza de quanto dinheiro vai conhseguir e se conseguirá coletar ele por inteiro.

A boa notícia é que estamos mais ou menos protegidos destes riscos. Temos investimentos que nos permitem fazer Pathologic independente da campanha ser bem-sucedida ou não, e temos uma estratégia. Planejamos produzir este jogo de qualquer maneira, e já temos os fundos para tal. Porém, esta seria uma versão mais simples e humilde do game, e realmente queremos poder detalhá-lo mais.

E não é só uma questão cosmética. Não queremos apenas adicionar mais polígonos, mais árvores, mais modelos de personagens. O mundo de Pathologic é construído manualmente, então cada detalhe tem sua importância e contribui para a história, o seu estado e a atmosfera (uma Cidade ideias, lembra-se?). Quaisquer fundos adicionais acrescentarão complexidade, beleza e novas camadas de significado.

E é aí onde moram os verdadeiros riscos e desafios. Em Pathologic, nada é simples, e sempre há o risco de não superarmos este desafio criativo. O desenvolvimento de games é um processo iterativo que demanda exploração; você nunca sabe quando uma nova ideia surgirá, então apesar de criarmos deadlines realistas, alguns atrasos ainda são possíveis. Daremos nosso melhor para mitigar esta possibilidade e nos atermos ao nosso plano, mas, e o mais importante, informaremos vocês e manteremos nossa comunicação, para que saibam como as coisas vão indo.

Leave a Comment

Campos obrigatórios estão marcados *.